terça-feira, 3 de agosto de 2010

Como posso?


Hoje é mais um daqueles dias em que eu passo todos os minutos pensando em algo. Já há algumas semanas, venho pensando no amor de Deus por mim, ou melhor, por nós. Ainda há pouco, lia um livro e vi um vídeo no youtube que mostrava as galáxias, até que chegou um momento no qual nenhum telescópio poderia mais ver ou analisar a grandeza e a beleza do universo.
Fiquei incomodado, e até espantado por ver tamanha beleza. E levado por meus próprios pensamentos me perguntei: “Como pode haver milhões e milhões de pessoas que não acreditam no Deus criador?”, “Como podem existir pessoas que sabem tanto sobre a criação, mas não se prostram diante do Criador?”.
Perguntas que parecem não ter respostas...
Mas hoje não estou a fim de julgar ou ficar pensando nas pessoas que não crêem no poder e no amor de Deus. Por isso, resolvi trocar o termo “Como pode???” para “Como posso???”.
É tão fácil perguntar “Como podem existir pessoas que façam isso ou aquilo?”. Mas como é difícil apontar o dedo para o espelho e me perguntar “Como posso ser assim?”.
Hoje, faço algumas perguntas para mim e quero, também, que você as faça para si.
Como posso deixar de louvar um Deus tão grande?
Como posso perder tempo com atitudes que desonram um Deus tão perfeito?
Como posso cantar e não viver?
Como posso falar de um Deus sendo que, muitas vezes, me encontro rezando e não orando?
Como posso pregar a Palavra sendo que, quando a leio, carrego comigo uma série de pressupostos filósofos e teológicos, que muitas vezes me impendem de ouvir a Deus?
Como posso ver alguém com fome e passar de largo sem lhe oferecer um pão?
Como posso ver alguém com frio, sabendo que tenho no mínimo cinco blusas, sendo que uma delas eu nunca uso, e mesmo assim passar de largo sem lhe oferecer uma delas?
Como posso saber que pessoas precisam de uma simples doação de sangue, e mesmo assim não ter a capacidade de “perder” uma ou duas horas no hemocentro?
Como posso assistir e ouvir, diariamente, tantas tragédias sem desligar o computador, ou a TV, chorando e orando por essas pessoas que sofrem?
Como posso gastar 15 reais em um combinado do Mcdonalds e não ter a capacidade de contribuir nem com 10 reais por mês com a obra missionária?
Como posso saber que a pessoa que andou hoje do meu lado no ônibus, metrô, ou trem pode morrer hoje mesmo sem Cristo, e mesmo assim me manter calado amanhã por vergonha de ser Cristão?
Como posso ser assim?
Como posso ser o que sou?
Ou melhor...
Como posso, apesar de todas essas falhas, dizer que sou um Cristão?
Posso dizer que sou um Cristão simplesmente por não ser perfeito. É justamente por não ser perfeito que sou um Cristão, por que se o fosse, não seria um Cristão, mas sim o próprio Cristo!
A minha imperfeição é o motivo da Cruz do Calvário, mas ela não pode ser uma desculpa pobre e fria de uma cristã débil e infrutífera.
O que me resta é ser sincero com Deus e, em conversa com Ele, declarar o que realmente sou: Um ser imperfeito que necessita, todos os dias, da misericórdia e do amor de Deus.
Que esse texto nos leve a pensar em nossa vida cristã, para que ela não caia em uma mera religiosidade, e pelo contrário, que nossa vida cristã reflita o cerne do evangelho, “Amar a Deus acima de todas as coisas, e o nosso próximo como se fosse a nós mesmos”.
Deus aumente o meu amor pelo Senhor, para que eu possa te amar verdadeiramente, e para que eu seja um instrumento teu por onde o Senhor quiser me levar, em nome de Jesus, amém.
Daniel M. Coelho

11 comentários:

  1. Já te disse, mas vou deixar registrado aqui huehaheuha
    Ficou muito massa o texto mano!
    Simples, mas não simplista...
    Muito forte, faz a gente pensar!
    Abraço mano!!

    ResponderExcluir
  2. adoro seus textos Dani, sempre que eu passo aqui e tem coisa nova eu leio.. e eu tenho o meu favorito (: continue assim... sempre!
    beijos (:

    ResponderExcluir
  3. dani demais esse texto curti demais esse texto nos faz refletir em q tipo de crentes nos temos sido

    ResponderExcluir
  4. paraabens mais uma vezz Daniel, que Deus continue te usandoooo atravez deste ministérioo viuu!

    Paraabens mesmoo, fico feliz todaaa vez que leio os seus textos e DEUS tem um propósito para você!

    beijooo

    ResponderExcluir
  5. texto lindo Dani..
    faz a gente pensar bastante em q tipo d crentes temos sido..

    saudades
    beijOOO

    ResponderExcluir
  6. Da hora mano! Curti!
    Tava inspiradinho é? hahaha

    Que bom velho! Colabora demais esse texto! Parabéns! Escreva sempre! Escreva mais!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. muitooo bommmmmmmm daniel! texto maravilhoso, cara! que Deus continue sempre te usando pra escrever textos maravilhosos assim como esse!

    ResponderExcluir
  8. Priscila S Machado4 de agosto de 2010 20:02

    Ei Dani, muito bom seu texto. Que o amor de Cristo possa ser autêntico em nossas vidas, e que Ele te ilumine cada dia mais em seu ministério. Saudades!!!

    ResponderExcluir
  9. always good when you´ve used by our awsome God brow!!! ;D

    ResponderExcluir
  10. Deus capacita aqueles que Ele chama, que o Senhor continue te capacitando mais e mais na obra dEle. Como um farol que brilha à noite
    Como ponte sobre as águas, Como abrigo no deserto e Como flecha que acerta o alvo.
    Bonito texto, Tchê :D
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  11. Parabééns Dani.

    É de se fazer refletir mesmo, é muito fácil olhar e apontar o dedo, agora olhar para dentro de si e ver que somos identicos, é difícil!!
    Porém, como vc disse, não somos perfeitos, senão seríamos o próprio Cristo, porém que isso não sirva de consolo, mais de incentivo para buscarmos ser cada vez mais parecidos com Ele.

    Beiijos :*
    Gi

    ResponderExcluir